Recicle-se


Los Angeles em chamas
novembro 27, 2008, 1:55 pm
Filed under: Mundo | Tags: , ,

Entenda o fenômeno climático que devastou parte da Califórnia.

imagem1

Tentativa de apagar o incêndio

Por Rodrigo Barradas

Os incêndios que afetaram a Califórnia no começo deste mês destruíram mais de 800 casas e forçaram a fuga de mais de 50 mil pessoas – investigadores começam a avaliar as conseqüências da destruição.

Um total de 800 residências – desde mansões milionárias a modestas casas pré-fabricadas, tornaram-se cinzas em uma série de incêndios que, propagados pelos ventos, espalharam-se muito facilmente pela região.

As autoridades emitiram 50 mil ordens de evacuação e mais de 16 mil hectares foram destruídos pelas chamas, em três incêndios distintos na região de Los Angeles. O mais grave arrasou 11,7 mil hectares nas zonas das cidades de Yorba Linda, Diamond Bar e Corona, situadas a 60 km de Los Angeles.
Em Sylmar, as autoridades descreveram o incêndio na região como o mais potente em quase meio século.

O governador da Califórnia, o ator Arnold Schwarzenegger, que havia declarado estado de emergência nas áreas afetadas, disse em entrevista coletiva que as autoridades enfrentam uma série de fatores contra. “Temos o clima e fatores perfeitos, o que significa: ventos fortes, altas temperaturas e muita seca”, disse.

Entenda o fenômeno – Os incêndios florestais no Estado Americano da Califórnia, ocorridos nessa época do ano, tornaram-se comuns nas ultimas décadas. O fator preponderante sobre o fenômeno climático se dá por causa da forte seca que assola a região, principalmente a que circunda uma das maiores cidades do mundo, e segunda dos Estados Unidos, Los Angeles.

Vegetação extremamente seca, temperaturas altas e ventos fortes, são os fatores principais que permitem que qualquer fagulha, transforme a região em um verdadeiro ‘caldeirão’, se espalhando de forma fácil, tomando assim proporções gigantescas.

“É exatamente o que tínhamos dito que iria acontecer – tanto em previsões de curto prazo, quanto em relação aos padrões de longo prazo que podem ser ligados às alterações climáticas no mundo”, disse o bioclimatologista e professor da Universidade do Estado do Oregon, Ronald Neilson.

Para Neilson, não se pode olhar um acontecimento como este e dizer com certeza que tenha sido causado pelas alterações climáticas. Mas, para este especialista que contribuiu com o Painel Intergovernamental de Alterações Climáticas, acontecimentos como este, corresponde ao que mostram os últimos modelos de alterações climáticas, e podem ser mais uma prova de que as alterações climáticas são uma realidade, e com efeitos muito sérios.

Assista vídeo sobre o incêndio:

Anúncios